terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Graça do Divor 1 - 1 S.Pedrense

Este sábado, passados 27 longos dias a nossa equipa voltou a jogar para o campeonato Inatel, o embate que se avizinhava frente á equipa de São Pedro prometia ser um jogo intenso e viril, é conhecida a rivalidade entre as equipas e a chama ficou ainda mais acesa depois do ultimo jogo onde quer durante o encontro quer depois os”mind-games”no rescaldo incendiaram por completo as hostes, contudo os intervenientes limitaram-se a jogar o jogo pelo jogo e o fair-play foi evidente durante os 80 minutos, não havendo qualquer quezília.

Com uma postura e disposição em campo diferente daquela que apresentou no jogo da primeira volta, a equipa visitante causou-nos vários problemas nomeadamente na nossa posse de bola consistente e avassaladora, e se no outro jogo não tinha causado qualquer sobressalto ao nosso guarda-redes neste chegou mesmo a assustar em dois cruzamentos da esquerda que atravessaram a nossa área sem que ninguém finalizasse, dos forasteiros foi tudo na primeira parte. Nós como é timbre na nossa equipa entramos sempre a meio-gás mas como é também apanágio os motores começam a carburar e quando isso acontece causamos mesmo muita mossa nos adversários, e as oportunidades de golo começaram a surgir em catadupa, a nossa ineficácia foi outra vez tremenda, ora era o keeper que resolvia ou então como aconteceu por duas vezes eram alguém que fazia de guarda-redes e salvava ou era mesmo a nossa falta de sangue frio na hora do remate, parecia que a bola não queria mesmo entrar, até que o goleador Silva finaliza da melhor forma mais uma bonita jogada coletiva. Era o materializar da nossa superioridade e depois do golo houve várias hipóteses de dilatar o marcador mas tal não aconteceu. O intervalo chegou e a nossa vantagem pecava por escassa.

Com um futebol baseado no jogo directo a explorar as costas da nossa defesa o São Pedro não incomodava a nossa defesa, pese embora tenham entrado mais pressionantes no segundo tempo, ia provando do próprio veneno a equipa visitante, quando numa bola metida nas costas da defesa, Tiago aparece isolado mas na cara do guarda-redes deslumbra-se e não coloca uma vantagem confortável no score, o jogo entrou numa toada de equilíbrio até que, quando nada o fazia prever, um passe a rasgar isola o avançado adversário, Vinagre faz falta, é expulso e a nossa equipa vê-se reduzida a 10, nada a dizer, decisão bem ajuizada, desta vez nenhuma equipa pode dizer que o árbitro influenciou o resultado. A jogar com mais um elemento o São Pedrense tentou ser mais acutilante mas só mesmo numa ocasião importunou realmente o guarda-redes Ivo….foi no lance do golo, jogada de insistência pela esquerda a bola é metida na área e praticamente á boca da baliza o adversário não falha e restabelece a igualdade. O jogo ia chegando ao fim, e foi mesmo a nossa equipa a ter a melhor oportunidade do encontro, quando em superioridade numérica no ataque não conseguimos ser lúcidos e a oportunidade perdeu-se.

Pode mesmo dizer-se que não fomos matreiros neste jogo, esbanjámos em demasia e a factura pagou-se cara com o empate, o São Pedro também tentou fazer pela vida e viu premiado o seu esforço.

A faltarem-nos dois jogos para o fim desta primeira fase, basta apenas uma vitória para garantir o primeiro lugar.

Jogaram de inicio: Ivo, Zé Fialho, Cájo, Marco, Vinagre, Nuno Fialho, N.Pinto, Almeida, Tiago, Carmelo e Silva.
Deram também o seu contributo á equipa: Marquinhos, Milton e Caraça.

1 comentário:

Siquenique disse...

Novo blog sobre o historial do futebol no distrito de Évora:
http://arquivista-evora.blogspot.com/

Consulte as classificações, as figuras e os principais momentos do futebol no distrito.

Poderá enviar dados e colaboração para
futebol-evora@hotmail.com